O Reiki e o lema:
“Amar ao próximo como a si mesmo,
tratar a si mesmo antes de tratar o próximo”

 


"Quando uma pessoa aplica Reiki, recebe energia Rei; porém, é importante sublinhar que parte dessa energia fica com o reikiano, fazendo com que termine uma sessão mais energizado do que estava. Assim, este método não desgasta o terapeuta, mas beneficia-o energeticamente: quanto maior for o uso de energia Reiki, mais forte se tornará energeticamente..Como qualquer reikiano pode fazer autoaplicação, automaticamente ele é capaz de cuidar de si próprio, seja repondo a sua energia, seja mantendo-a em alta frequência, seja libertando toxinas, seja trabalhando bloqueios energéticos. O autotratamento é muito importante para manter o equilíbrio do reikiano, principalmente se ele atuar como terapeuta de outras pessoas. Cuidar de si próprio, para estar preparado para cuidar do outro, é essencial; além disso, esta prática de cura do próximo traz também o desenvolvimento pessoal, espiritual e a elevação da consciência do terapeuta ao longo da sua jornada de trabalho de cura. Tudo o que passar para um cliente, seja ele um amigo, um conhecido ou um desconhecido, o reikiano precisa necessariamente assumir em si mesmo, para agir de acordo com as suas palavras.


Quando um terapeuta Reiki atende uma pessoa ou um animal, não cabe a ele diagnosticar o desequilíbrio, apesar de, ao terminar a sessão, ele saber que chakras estavam em maior desequilíbrio; quando se sabe ao que cada chakra corresponde, tem-se ideia da necessidade de mais energia, de acordo com o fluxo nestes pontos. Nesse caso, dá para sentir o estado da pessoa; porém, para dizer alguma coisa, é importante que tenha fundamento em estudos e experiências efetivas e claras com os mestres de Luz que assistem aos atendimentos. A minha experiência me permite hoje sentir os meus mestres, mas também os mestres das outras pessoas durante um atendimento ou das que serão iniciadas nos cursos. Por isso, peço sempre permissão aos mestres dos meus alunos ou clientes para que o trabalho seja feito adequadamente, solicitando-lhes auxílio na cura e bênçãos à pessoa.
 

Uma vez que o Reiki é uma energia de origem divina, nunca se torna obsoleto, e a sua prática tem-se revelado importante, desde que foi descoberto até aos dias atuais, para a cura física, emocional, mental e espiritual. Não é como os computadores, objetos modernos que se tornam obsoletos em menos de dois anos. O Reiki mostra-se cada vez mais adequado à era em que vivemos, que constitui um período de transição de um mundo de provação para um mundo de regeneração. Neste contexto, muitas pessoas ainda necessitam se espiritualizar e se conectar com a Fonte, aproximando-se da sua essência e caminhando de forma mais harmoniosa neste plano. Reikianos, temos muito trabalho pela frente, seja para iniciar pessoas, seja para aplicar esta energia para as cura
seja até mesmo para simplesmente despertar a necessidade de se buscar algo nesse sentido, apresentando um primeiro contato com esta energia para que os indivíduos procurem posteriormente uma iniciação.

 

O Reiki pode ser aplicado em qualquer ser vivo, ou seja, animais e plantas também se beneficiam desta energia, até porque todos os seres vivos fazem parte da luz de Deus. É uma técnica fácil de ser aplicada nos animais, mesmo que o bicho seja bravio ou inquieto, a aplicação pode ser feita a distância. Até os objetos podem ser limpos com a energia Reiki, pois no seu campo magnético podem ficar – e ficam – impregnados com energias que são às vezes nocivas para nós.
É importante salientar que o Reiki tem um potencial inesgotável, e já ajudou muito, como comprovam várias histórias fantásticas de curas; porém, é importante indicar que ele não se substitui à medicina tradicional, essencial em alguns casos, principalmente se falarmos de doenças em estado avançado e que já tenham comprometido o corpo físico. Nesses casos, o Reiki deve ser utilizado como medicina integrativa, auxiliando o tratamento da medicina tradicional. Assim, ajuda da mesma forma em todos os corpos, dando apoio emocional e oferecendo vitalidade à pessoa enferma."

*Trecho do Livro Ho'oponopono, Mindfulness e Reiki de Juliana De' Carli

Brasil: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Porto Alegre e Holambra.

Portugal: Lisboa, Coimbra, Fundão, Évora.

Luxemburgo.